Como estimular a fala da criança até os 6 anos

Como estimular a fala da criança até os 6 anos

Quanto mais comunicação você tiver em casa com seu marido e família, mais chances seu filho terá em desenvolver a fala com facilidade, exceto casos que requer atenção e cuidados de um profissional.  Mas cuidado com palavrões, eles captam tudo facilmente.

Então os pais, irmãos e familiares devem conversar muito com a criança nas atividades da vida diária como, por exemplo, durante a alimentação, higiene, o vestir e outras situações do dia-a-dia. Devem rir cantar, brincar com a criança e contar-lhe estórias. Conforme a criança vai crescendo, devemos conversar com palavras simples, mas sempre falar corretamente evitando assim a “fala do bebê”.

Aproveitar as refeições para brincar e dialogar com a criança; tentar achar tempo suficiente para que os atos da vida cotidiana sejam felizes e descontraídos. Brincar de esconde-esconde e dizer “vivas” é muito prazeroso e contribui para o bem da criança.   Brinquedos sugeridos nesta fase: bola de pano, cubos coloridos, bicho de pelúcia ou pano, pedaços de madeira, pequenos utensílios de cozinha.

A criança vai evoluindo e então devemos ensinar palavras simples, repetir as sílabas que ela pronuncia, falar-lhe e contar-lhe pequenas estórias. Podemos usar palavras de relação como, por exemplo, antes, depois, na frente, atrás. Brinquedos sugeridos: cubos ou caixas para empilhar ou justapor, cubos ou pedras para manipular ou para colocar em um recipiente; brinquedos de rodinhas para puxar ou empurrar; bolas, figuras.

É importante ainda pedir para a criança mostrar a sua boca, nariz e orelhas; deixá-la comer sozinha e sujar-se; deixar que brinque com água, areia; falar-lhe, dar explicações simples, mostrar-lhe figuras, dando seus nomes.  Brinquedos sugeridos: água e areia, livros (revistas velhas), bolas, bonecas.

Para ajudar  estimular a capacidade de observação da criança através de figuras, livros; ajudá-la a reconhecer e chamar pelo seu nome objetos de uso cotidiano, a identificar as partes do corpo, a comparar tamanhos pequeno e grande e as posições de pé ou sentado. Dar a criança ordens simples como, por exemplo, pegue isto…, faça aquilo…  e fazê-la participar, dentro de suas possibilidades, nas tarefas domésticas. Brinquedos sugeridos: papel, lápis, giz, jogos para montar, objetos em miniatura (carro, modelos), utensílios domésticos.

Normalmente a criança de 3 anos já pode freqüentar a escola (maternal) e isto é muito bom. Devemos estar atenta apenas quanto a harmonia das atividades feitas na escola e em casa, pois a criança precisa de tempo para descansar e colocar em prática o que aprendeu na escola.

Como estimular a fala da criança de 0 a 6 anos, é também respeitar, ouvir o que ela tem a dizer.

Não podemos deixar de ouvir a criança falar, ouvir suas histórias, responder suas perguntas e conversar com ela utilizando uma linguagem mais variada. A criança vai crescendo e nós podemos fazer com que ela conte os objetos (noção de quantidade) e reconheça cores. Ensinaremos a conhecer gritos de animais, frutas, alimentos e árvores; a cantar músicas infantis e recitar versinhos. Podemos ainda ensiná-la a responder perguntas simples, a tocar instrumentos simples como pandeiro, triângulo e pedir para executar certas atividades interessantes e simples.

Por fim, daremos a possibilidade de inventar jogos, criar brinquedos inesperados e a colecionar; observar e ouvi-la a descrever coisas e situações. Podemos responder a todas as perguntas, mesmo que sejam embaraçosas e pedir-lhe para executar certas atividades interessantes e simples.

 

Beijos

 

Alguns trechos autoria: Magda Denise Duarte
Fonoaudióloga CRFA 5426

Imagem: shutterstock