Explosão em Beirute: vídeos virais do momento em que aconteceu!

Explosão em Beirute – Uma enorme explosão em Beirute na terça-feira (04) matou mais de 100 pessoas e deixou 300.000 desabrigadas e causou danos em metade da cidade estimada em mais de US $ 3 bilhões, segundo os noticiários.

Explosão em Beirute - Pai faz de tudo para proteger o filho
Explosão em Beirute – Pai faz de tudo para proteger o filho

Um pai fazendo o possível para proteger seu filho da explosão em Beirute.

A mídia social está repleta de pessoas no Líbano com vídeos de diferentes cantos da cidade quando a explosão aconteceu. Um desses vídeos, capturado a partir das imagens da casa, mostra um pai desesperado, fazendo o possível para proteger seu filho da explosão em Beirute.

Nem todos os anjos tem asas

A usuária do Twitter @HSajwanization compartilhou o vídeo no site de microblog e escreveu: “Meu coração está com essa empregada, que ignorou sua própria vida, e tentou proteger a filha de seu empregador. 🙏🏼, nem todos os anjos têm asas 🕊” .

Assista ao vídeo aqui:

Uma noiva no centro de Beirute

Outro vídeo que viralizou, uma noiva posando para seu ensaio de noiva correndo para salvar sua vida. O vídeo gravado pela câmera mostra como todos, incluindo a noiva correndo em meio ao caos após a explosão.

O usuário do Twitter @RaShalhoub compartilhou o vídeo com a legenda “Uma noiva no centro de Beirute”.

O vídeo desde a publicação tem mais de 2,3 milhões de visualizações no site de microblog e está sendo amplamente compartilhado pelos usuários.

O presidente libanês Michel Aoun visitou na quarta-feira o local onde a explosão atingiu o porto de Beirute e arredores na terça-feira.

Aoun disse que 2.750 toneladas de nitrato de amônio, usadas em fertilizantes e bombas, foram armazenadas por seis anos no porto, sem medidas de segurança. Ele chamou isso de “inaceitável”.

A explosão foi a mais poderosa que já atravessou Beirute, deixando o distrito portuário em ruínas de alvenaria destruída e desativando o principal porto de entrada de importações para alimentar uma nação com mais de 6 milhões de pessoas.

Equipes de resgate libanesas cavaram escombros na quarta-feira à procura de sobreviventes. Autoridades disseram que o número de mortos deve subir em uma cidade que ainda sofre com a guerra civil há três décadas e foi atingida por um colapso econômico e um aumento nas infecções por coronavírus, informou a agência de notícias Reuters.