Gastos Desnecessários? Aprenda a livrar-se disso

Estamos enfrentando uma boa crise financeira e política. Desemprego, estagnação da economia, juros altos. Um dos piores cenários desde a estabilização da nossa moeda. Sem ser pessimista, enfrentar a realidade é fundamental para sobrevivência.

Hábitos de consumo são criados a partir de emoções. Nem sempre compramos aquilo que realmente precisamos. Ao contrário, a maioria das vezes o consumo está aliado a frustração e culpa, pois compramos por impulso. Apenas pelo hábito de comprar.

wallet-637042_1280

Quem tem costume de frequentar shoppings ou mercados, sempre gasta além do que precisa. Não condeno o fato de comprar, mas comprar sem o devido controle pode trazer problemas agora e principalmente para o futuro. Como disse no post da semana passada, com o avançar da idade, nossas despesas naturalmente aumentam e precisamos estar preparadas para isso. Portanto, controlar gastos é muito saudável e recomendado.

Quantas vezes você chega em casa com uma sacola a mais? Um brinquedo ou doce para o filho, um novo sapato, bolsa até mesmo um simples batom, descontando nas compras dissabores do dia a dia. A fatura do cartão chega ou então você olha o extrato no banco. Não gosta do que vê.

Calma! Não quero tristeza não! Não quero esse sentimento de culpa! Para isso existe solução e muito mais fácil do que você imagina!

Em primeiro lugar, insisto, escrever na sua agenda e, melhor ainda, transferir para uma planilha financeira, todos os seus gastos, traz uma consciência fantástica de sua vida financeira. Um verdadeiro check up. Isso é importante para garantir um futuro equilibrado e tranquilo quanto aos hábitos de consumo. Escrever e visualizar seu fluxo de caixa, dá a clareza do potencial a melhorar. Ver para onde o dinheiro vai, muitas vezes freia o consumo desnecessário.

control-427512_1280

Outra estratégia importante: Chegou no shopping, deixe os cartões de crédito e cheques dentro do porta luvas do carro! Veja, não estou dizendo para cortar ou deixar em casa. É no carro mesmo, perto. Vá tranquila ao shopping leve o suficiente para o que você se propôs a fazer naquele dia, em dinheiro. Gostou de algo, sentiu-se tentada a levar, lembre-se que o cartão está no carro. Talvez uma volta a mais, tomar uma água gelada já seja um bom impedimento para a compra desnecessária daquele dia.

A maioria das vezes compramos por impulso, então, só o fato da forma de pagamento encontrar-se longe pode ser de grande auxílio na hora da compulsão.

Se comprar é um hábito, é só tratar de corrigir esse hábito criando novos hábitos.