Meu filho está com diarreia. O que fazer?

Meu filho está com diarreia. O que fazer?

Cerca de nove milhões de crianças com menos de cinco anos de idade morrem a cada ano, e a diarreia é a segunda causa dessas mortes, atrás da pneumonia. Mas, porque é que a diarreia, uma doença facilmente evitável e tratável, que, no mundo desenvolvido, é considerado pouco mais do que uma inconveniência, causa um número tão grande (estimado em 1,5 milhões) de mortes?
Sabemos como as crianças são curiosas, querem colocar a mão em tudo, descobrir o mundo ao redor tocando e sentindo, portanto frequentemente levam coisas a boca e, naturalmente, entram em contato com microorganismos bem no momento mais frágil de suas vidas, que é quando estão fortalecendo seu sistema imunológico.
Devemos, então, reforçar nossos cuidados com os pequenos para proporcionar a eles dias de diversão e tranquilidade. E, para isso, existe o suplemento de Zinco, um mineral que dificulta a entrada de microrganismos e ainda favorece a multiplicação e diferenciação das células intestinais, ou seja, atua na saúde do intestino ajudando a prevenir doenças como a diarreia.
O zinco influencia em enzimas do corpo humano, o que faz dele necessário para o crescimento e desenvolvimento do organismo, além de ter propriedades antioxidantes, é fundamental para o sistema imunológico e importante para a saúde intestinal.

Mas antes de cuidar e tratar, precisamos entender o que é essa doença.

A diarreia se caracteriza pela alteração do ritmo intestinal, provocando evacuações frequentes durante o dia, com fezes líquidas e mais fétidas. Segundo o pediatra Nilton Kiesel, do Hospital Pequeno Príncipe (PR), as viroses são as causas mais frequentes da diarreia, que aumentam no verão, e, em alguns casos, também é decorrente de bactérias que provocam a intoxicação alimentar.
O início da diarreia geralmente é abrupto e pode ocasionar dores de barriga, desidratação, febre e eventuais vômitos. No caso dos vírus, a principal forma de transmissão é por contaminação, por meio de mãos sujas das crianças e dos adultos e pelo ar.

O maior perigo da diarreia é a sua consequência, a desidratação. Perder líquido faz com que não haja água suficiente no corpo para que ele funcione de forma adequada, e isso acaba debilitando a saúde da criança. A desidratação pode ocasionar danos como insuficiência renal aguda, além disso, a criança pode ficar tão fraca que chega a desmaiar e, em casos mais graves, há risco dela entrar em coma.

Hidratação é super importante! Dê água para seu filho.

Hidratação é super importante! Dê água para seu filho.

Pensando nisso, a OMS e a UNICEF passou a recomendar a suplementação de zinco em crianças menores de cinco anos com diarreia aguda, para diminuir a duração e a gravidade do episódio, e fizeram um plano de sete pontos para salvar a vida de crianças afetadas pela diarréia, que são compostos de dois elementos de tratamento e cinco de prevenção.

Os dois elementos do tratamento são:
1 Substituição de líquidos para evitar desidratação.
2 A administração de zinco, que reduz a gravidade e a duração dos episódios.

Os cinco elementos da prevenção são:
1 Vacinas contra rotavírus e contra o sarampo.
2 Aleitamento materno imediato e exclusivo e suplementação com vitamina A.
3 Lavar as mãos com água e sabão.
4 Melhorar a qualidade da água e aumento do consumo.
5 Promover o saneamento básico nas comunidades.

Então, sabendo que o zinco é essencial para a saúde das crianças, o Aché Laboratórios Farmacêuticos, lançou o BioZinc, suplemento alimentar de zinco na forma de gliconato de zinco (2mg/0,5mL). Pois esse mineral ajuda na redução da frequência e da duração dos casos de diarreia em crianças menores de cinco anos e também atua na manutenção da mucosa do intestino, dificultando a entrada de microrganismos.  Além disso, influencia na regulação da perda de água nas fezes, reduz a duração da diarreia aguda em 25% e diminui a incidência da doença por até três meses.

Dependendo da causa da diarreia, o médico pode prescrever remédios e pedir exames, portanto lembre-se de jamais medicar seu filho sem antes consultar seu pediatra, pois eles podem agravar a situação.

#UnidosContraADiarreiaInfantil #SerMaeNaoEBrincadeira