Quando devo ir ao mastologista? Como é uma consulta com um mastologista?

Quando devo ir ao mastologista?

Essa foi uma pergunta que fiz a mim mesma… Faz alguns dias que venho sentindo um incomodo na mama esquerda, então meu pisca alerta acendeu! Inicialmente pensei em procurar um Ginecologista, mas lembrei que mastologia é o caminho mais direto para obter respostas para o meu “incomodo”. Pesquisando cheguei a seguinte informação:

“O mastologista é o médico especializado nas doenças da mama, benignas ou malignas. Ele participa dos processos de estudo, prevenção, diagnóstico, tratamento, operação e reabilitação da paciente. É uma área que está evoluindo devido ao avanço tecnológico, que possibilita a descoberta de novas formas de tratamento e exames e um maior conhecimento sobre as doenças. A doença geralmente tratada pelos mastologistas é o câncer de mama, que anualmente atinge milhões de mulheres pelo mundo.

As mulheres que não apresentam sintomas de dores ou nódulos na mama devem a partir dos 35 anos de idade buscar um  mastologista e realizar uma consulta. As que apresentam qualquer sintoma e/ou fazem parte do grupo de risco (mulheres que possuem casos de câncer de mama na família, idade acima dos 40 anos, menstruação precoce ou tardia, dentre outros fatores) devem procurar um mastologista o quanto antes.

É recomendado para todas as mulheres acima dos 35 anos, realizar o exame preventivo da mamografia, que é indicado pelo próprio mastologista. Depois dos 40 o exame deve ser feito anualmente. A Clínica da Mama, fundada em 1997, é o primeiro e maior centro brasileiro especializado em saúde mamária e atualmente conta com aproximadamente vinte mastologistas em seu quadro de médicos.

Quando devo ir ao mastologista?

Quando devo ir ao mastologista?

Como é uma consulta com um mastologista?

Durante uma consulta ao mastologista, ele primeiro faz algumas perguntas ao paciente, sobre seu histórico de saúde e familiar, seus hábitos e queixas, uma espécie de entrevista para coletar informações importantes, chamada de anamnese. Depois é realizado o exame físico da mama e posteriormente alguns exames complementares são pedidos, para verificar se há algum problema, como a mamografia, que é o principal método de diagnóstico, a ultrassonografia e a ressonância magnética das mamas. A partir dos resultados, podem ser realizadas punções e biópsias para maiores conclusões.

Dependendo do diagnóstico, o mastologista vai ajudar o paciente durante o tratamento. Mesmo que não haja nenhum sintoma anormal, ir ao mastologista anualmente a partir dos 40 anos é fundamental para a prevenção das doenças da mama e para diagnosticar o mais cedo possível qualquer problema que a paciente possa ter”

Depois de obter essas informações, marquei consulta com um mastologista!

Depois volto para contar com foi.

Beijo

Fonte: www.clinicadamama.com.br