Seu filho come bem no período escolar?

Seu filho come bem no período escolar? Uma boa alimentação é fundamental em qualquer idade. Na fase escolar, a atenção deve ser ainda mais redobrada, já que é nesse período em que as crianças desenvolvem os hábitos alimentares. O consumo exacerbado de doces e produtos industrializados pode prejudicar o desenvolvimento de músculos, tecidos e ossos, por exemplo. Todo o cuidado, portanto, é pouco. O ponto crucial é fornecer uma dieta balanceada de alimentos e com a presença de todos os grupos nutricionais: proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais.

Os pais possuem um papel fundamental nesse processo, já que são eles que selecionam, compram e distribuem as refeições para as crianças. No período escolar, dependendo da idade, as crianças podem ser extremamente seletivas ou se esquecerem de comer por falta de apetite. Cabe aos responsáveis fornecer os alimentos adequados ao longo do dia para suprir as necessidades nutricionais dos filhos. Ao ir a um restaurante, por exemplo, não dê entradas ou petiscos antes do prato principal, pois devido à capacidade limitada gástrica dos pequenos, eles ficarão sem fome para a parte mais importante da refeição.

Seu filho come bem no periodo escolar
Seu filho come bem no periodo escolar – Arthur Miranda / Arquivo pessoal

Para repor a energia gasta durante o dia, as crianças precisam consumir uma ampla gama de alimentos ricos em nutrientes. A dieta deve ser completa e incluir frutas e verduras, produtos de origem animal e derivados de leite, assim como leguminosas e cereais integrais. Não prive seu filho de consumir produtos que contenham gorduras boas ーconhecidas como insaturadasー, porque elas também são importantes para o bom funcionamento do organismo. Estão nessa lista o abacate, as nozes e castanhas.

Produtos industrializados e guloseimas, por exemplo, são alimentos que devem ter regras claras de consumo, devido aos malefícios que podem causar em longo prazo com uma ingestão excessiva desses alimentos. O grande vilão desses itens é o alto índice de sódio e de açúcar na composição.

Quando se está em casa, fica mais fácil controlar as refeições e o que os filhos vão comer portanto, não se esqueça de que as crianças podem sofrer de neofobia ー a resistência em ter um novo elemento na dieta. O problema normalmente acontece com cores mais chamativas, como o verde e o roxo. Nesse caso, o ideal é oferecer várias vezes o prato ou alimento em específico, deixar que a criança se anime, tocar e finalmente provar.

Em alguns casos, a criança pode ter deficiência nutricionais e não conseguir ingerir toda a quantidade necessária de nutrientes ao longo do dia, mas para esses casos, existem os suplementos alimentares, que devem ser recomendados por algum médico ou nutricionista. Em outros casos, a criança pode estar com alguma enfermidade ou risco de infecção. Nesse caso também existem alternativas de suplementos, como é o caso do Impact Nestlé.

Lanches na escola

Se dentro de casa já é difícil manter a alimentação correta das crianças, imagine fora de casa. Nesse contexto, o ambiente escolar tem um papel muito importante na conscientização e nutrição correta dos estudantes. Felizmente, muitas instituições passaram a se preocupar com a alimentação saudável e estão modificando os cardápios das cantinas para oferecer refeições e produtos mais saudáveis às crianças.

Como pai ou mãe, você tem algumas alternativas, como montar um lanche para a criança antes que ela saia de casa. Baixo teor de sódio e açúcar é o lema para a seleção dos alimentos. A refeição ideal é porção de carboidratos (fonte de energia), uma porção de proteína (lácteos), uma porção de frutas (vitaminas, fibras e minerais) e uma bebida para hidratação.

Para o grupo dos carboidratos, você pode incluir pão integral, biscoito integral, bolos caseiros ou  cereais. Cottage, ricota, e iogurtes são opções para a proteína. Já maçã com casca, uva, pêra com casca, morango, banana, melão e melancia são alternativas para as frutas. No caso das bebidas, você pode colocar água de coco, água natural ou sucos naturais.