Singular – Infinito Particular

  Singular

De tempos em tempos, eu fico sozinha. Às vezes é em silêncio, outras vezes é no meio de muita gente, com barulho e bagunça ao redor, não importa. Ainda assim eu fico sozinha, falo comigo sem dizer em voz alta – de vez em quando chego a mover os lábios, distraidamente. Em geral, as pessoas estranham. Falar sem haver – aparentemente – quem ouça não parece ser indicativo de boa sanidade mental, e poucas coisas assustam tanto o ser humano mediano quanto a perda da (supervalorizada) sanidade mental. Verdade que pouco me importa, dou de ombros diante da estranheza alheia. Houve um tempo em que ainda me importava (muito exageradamente e sem nenhuma necessidade) com o que diriam de mim. Hoje acordo todos os dias prometendo a mim mesma um esforço para repetir mentalmente: f…-se. Sei que não parece educado, talvez eu não tenha nascido para ser educada. Não sou uma boa menina. Mas sei fingir bem, com os anos aperfeiçoei-me no faz de conta até que satisfatoriamente. Ainda assim, sob a casca, sou uma desajustada – como sempre fui. É sina. Nada a fazer. E nem ao menos sinto por isso qualquer insatisfação, pelo contrário – gosto até que bastante, então que seja. E a quem restar coragem para me estender a mão, apesar de toda loucura ou até mesmo por causa dela – melhor ainda que seja assim – , digo mastigando as sílabas, com um prazer do qual nem por um minuto me envergonho: Ra!
Singular

Singular

sin·gu·lar
adjetivo de dois gêneros
1. Individual; único; isolado.
2. Que vale só por si.
3. Significativo.
4. Terminante.
5. Distinto; notável; extraordinário.
6. Particular; especial.
7. Excêntrico; esquisito.
8. Não vulgar, raro.
9. Excelente.
substantivo masculino
10. [Gramática] Valor da categoria número que indica a quantidade um. = NÚMERO SINGULAR