A decisão em oferecer e tirar a chupeta é dos pais

Chupeta

Se formos analisar historicamente a chupeta, veremos que de diferentes materiais, com alguns sabores, ela surgiu com o propósito de acalmar os bebês!

Não se sabe ao certo, uns dizem ser cólicas, outros personalidade, outros fome, outros manha… Mas enfim, independente dos motivos, os bebês choram! Claro, não sabem falar…. A comunicação é via choro, sons, ruídos….
E, para alguns pais, esse som é triste, sentimento de dó, ensurdecedor, estressante, incomoda demais e tentam por todos os métodos cessarem com ele!

Então, é quando aparece: a chupeta! Santa milagrosa! Pacificadora! Algumas vezes acrescida de mel, açúcar, remédio…

tirar_a_chupeta

Por isso digo: a decisão em oferecer e tirar a chupeta é dos pais, da família, da condição em suportar ou não aquela nova linguagem (=choro), em ter “dó” do bebê!

Se for esse o retrato em que está, ao escolher uma chupeta opte por aquelas com bicos ortodônticos (deformam menos dentes, ossos e músculos), não apoiem panos, brinquedos; e criem rotina para oferecer: após as mamadas (há crianças com maior necessidade de sucção…). Evitem carregar a chupeta, ter várias, ter estoque na casa dos avós, tios…

Optem por tirar a chupeta, NO MÁXIMO, até os 3 anos. Pois, observamos clinicamente que os malefícios ocasionados pelo uso da chupeta se corrigem sem intervenção de aparelhos ortodônticos!

Não condeno a chupeta, o que condeno é o mau uso ou extensão do tempo de uso! Ofereci para minha filha, Guilhermina, pois estava chupando o dedo (antes a chupeta que o dedo!), ela fez uso dos 2 meses até 1 ano e 2 meses. Ou seja, usou a chupeta por exato um ano! Como parou de usar?! Simplesmente, não ofereci mais a partir do dia combinado! Foram 3 noites mal dormidas, 3 dias um pouco incomodada, “chatinha”, mas logo passou… Afinal, o que são 3 dias?!

Beijinhos sem má oclusões

primeira consulta no dentista Dentista_de_criançaProfa. Dra. Thelma Parada

Odontopediatra exclusiva
Experiência clínica de mais de 14 anos
Especialista em odontopediatria pela APCD/UNESP
mestre e doutora pela USP
professora de cursos de graduação e pós graduação

@dentistadecrianca

www.dentistadecrianca.com.br

O que você gostaria de ler nessa coluna “Dentista de Criança”? Dê sua sugestão, comentando nesse post.

imagem: Shutterstock.com‎