Tudo sobre doação de leite materno

Tudo sobre doação de leite materno

Segunda parte do vídeo, Lucas:

Você, deve estar se perguntando: Mas de novo isso? Pois é… Há muitas crianças com histórias parecidas. Por isso é importante incentivar a doação de leite materno. Leia e saiba, como doar, e onde doar. Compartilhe! 

Quer ver o inicio da história do Lucas? Acesse https://goo.gl/zkWlbB e abrace essa causa.
‪#‎DoeLeiteMaterno‬ ‪#‎Ministeriodasaude‬ ‪#‎maesbrasileiras‬

O Ministério da Saúde e a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano promovem a Campanha Nacional de Doação de Leite Materno marcando o período do Dia Mundial de Doação de Leite Humano, em 19 de maio, com o objetivo de mobilizar a população e as mulheres que amamentam para a importância da doação de leite humano, visando ao aumento do número de novas doadoras voluntárias e do volume de leite humano coletado e distribuído para recém-nascidos prematuros e de baixo peso internados no Brasil e no mundo.

Apesar das mobilizações já realizadas, o número de doações de leite humano ainda é baixo em relação à demanda no país. De janeiro a dezembro de 2014, o número de leite humano coletado em todo o Brasil foi de 176 mil litros. Desses, foram distribuídos 137 mil litros. No total, 170 mil recém-nascidos foram beneficiados, a partir da doação de 157 mil mulheres. No entanto, o volume de leite humano coletado representa de 55% a 60% da real demanda por leite humano no Brasil. Por isso o Ministério da Saúde trabalha aumentar em 15% ao ano o volume de leite humano coletado.

A amamentação é fundamental para os bebês. O leite materno é capaz de reduzir em 13% as mortes por causas evitáveis em crianças menores de 5 anos. Ele contém componentes e mecanismos capazes de proteger a criança de várias doenças.

O Ministério da Saúde recomenda que, até os seis meses de vida, o bebê seja alimentado exclusivamente com leite materno para ter um crescimento forte e um desenvolvimento saudável. Depois dos seis meses, a criança deve começar a receber alimentação complementar segura e nutricionalmente adequada, juntamente com a amamentação, até os dois anos de idade – ou mais.

Como o leite não pode ser produzido artificialmente, os bebês que não possuem o alimento materno precisam contar com doações de outras lactantes. Segundo a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (RBBLH) qualquer mulher que amamenta é uma possível doadora de leite humano, basta ser saudável e não tomar nenhum medicamente que interfira na amamentação.

A doação de leite é importantíssima, já que ajuda a nutrir crianças impossibilitadas de consumir o alimento da própria mãe. O leite doado é oferecido a bebês hospitalizados, geralmente aqueles que nasceram prematuros e com baixo peso. Cada litro pode atender até 10 recém-nascidos.

Antes de chegar aos recém-nascidos, o leite doado passa por testes para atestar a qualidade e por um processo de pasteurização. Como é destinado a crianças com estado de saúde frágil, o leite não deve apresentar microrganismos em quantidade ou qualidade capazes de representar riscos à saúde.

Doação de leite materno

Caso conheça um bebê que necessita de leite, o Ministério da Saúde recomenda buscar um banco de leite para doações. Não é aconselhado que as mulheres amamentem crianças que não são seus filhos, pois pode ocorrer o que é chamado de contaminação cruzada. Quando a mulher ou o bebê possuem alguma doença que pode ser transmitida pela amamentação.  A criança amamentada pela própria mãe já recebeu anticorpos para algumas doenças durante a gestação e sendo assim ela está protegida

Para doar o leite, as lactantes precisam seguir alguns passos. Essas instruções também funcionam para quem precisa armazenar leite para o próprio bebê

Preparo do frasco para guardar o leite:

  • Lave um frasco de vidro com tampa de plástico (do tipo maionese ou café solúvel), retirando o rótulo e o papel de dentro da tampa.
  • Coloque o frasco e a tampa em uma panela, cobrindo-os com água. Ferva-os por 15 minutos, contando o tempo a partir do início da fervura. Escorra-os sobre um pano limpo até secar.
  • Feche o frasco sem tocar com a mão na parte interna da tampa. O ideal é deixar vários frascos preparados.

Higiene pessoal antes de iniciar a coleta:

  • Use uma touca ou um lenço para cobrir os cabelos.
  • Coloque uma fralda de pano ou uma máscara sobre o nariz e a boca.
  • Lave as mãos e os braços até o cotovelo com bastante água e sabão.
  • Lave as mamas apenas com água.
  • Seque mãos e as mamas com toalha limpa.

Local adequado para retirar o leite:

Escolha um lugar confortável, limpo e tranquilo. Forre uma mesa com pano limpo para colocar o frasco e a tampa. Evite conversar durante a retirada do leite.

Saiba como retirar o leite das mamas:

Massageie as mamas com a ponta dos dedos, fazendo movimentos circulares no sentido da parte escura (aréola) para o corpo.

Coloque o polegar acima da linha onde acaba a aréola. Coloque os dedos indicador e médio abaixo da aréola. Firme os dedos e empurre para trás em direção ao corpo.  Aperte o polegar contra os outros dedos até sair o leite. Despreze os primeiros jatos ou gotas. Em seguida, abra o frasco e coloque a tampa sobre a mesa, forrada com um pano limpo, com a abertura para cima. Colha o leite no frasco, colocando-o debaixo da aréola. Após terminar a coleta, feche bem o frasco.

Como guardar o leite coletado?

Anote na tampa do frasco a data e a hora em que realizou a primeira coleta do leite e guarde o frasco fechado imediatamente no freezer ou no congelador. Se o frasco não ficou cheio, você pode completá-lo em outro momento. Para completar o volume de leite no frasco sob congelamento, utilize um copo de vidro previamente fervido por 15 minutos, e escorra-o sobre um pano limpo até secar. Coloque o leite recém-ordenhado sobre o que já estava congelado até faltarem dois dedos para encher o frasco. Guarde imediatamente o frasco no freezer ou no congelador. Após a ordenha em que o frasco de vidro esteja completo, a mãe deve ligar para o banco de leite humano. O frasco com o leite congelado deverá ser transportado adequadamente para o banco de leite humano, em até 10 dias da data da primeira coleta.

Como conservar o leite coletado?

O leite humano ordenhado pode ficar no freezer ou no congelador da geladeira por até 10 dias, quando deverá ser transportado ao banco de leite humano.

Para doar procure o banco de leite mais próximo de sua casa e informe-se como funciona a coleta em sua região. No site www.redeblh.fiocruz.br você pode saber onde fica em sua região
Link direto (http://www.redeblh.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?tpl=home#)

Facebook.com/minsaude

Twitter.com/minsaude

Instagram.com/minsaude

www.blog.saude.gov.br