A vida anda, as prioridades mudam – Carta ao Arthur

A vida anda, as prioridades mudam – Carta ao Arthur

Eu não consigo lembrar de como era a vida sem você. Sua irmã e irmão (mais velhos) já eram adolescentes e eu já não tinha mais uma bebê ou uma criança enchendo a casa de sons e aquelas novidades e gracinhas que só bebês e crianças pequenas são capazes de proporcionar.

Três anos e meio é muito tempo, mas na verdade parece que foi ontem que nasceu para nossa alegria, minha, do seu pai e irmãos.

Esta carta não é sobre o marco do seu desenvolvimento, porque nesse momento pouco importa se você começou a andar aos 11 meses… Se demorou para gostar de tomar água… Esta carta é uma celebração da nossas vidas juntos nos últimos 3 anos e meio.

É impressionante em como você me inspira a cada dia, e em todos os sentidos. Eu sempre pensei em ser a mãe perfeita para seus irmãos, mas agora, eu quero que seja perfeito com você, pois aprendi muito com seus irmãos. Eu quero ser alguém que você possa se orgulhar. Eu quero ser para você o que sou para seus irmãos, a sua base, onde pode vir quando você precisa de amor incondicional, compreensão e carinho.

Cada dia é especial e cada momento é mágico com você. Eu sou completamente apaixonada por você… Meu bebê… Ser mãe depois dos 36 anos e depois de dois filhos grandes, me fez ser uma mãe diferente, mais tranquila em algumas questões, mas sensível e menos durona, menos exigente. Sabe por que? Porque eu sei que você vai crescer muito rápido, eu sei que logo será um mocinho assim como seus irmãos. Quero curtir muito tudo isso, todo esse momento que passa voando.

Por esse motivo eu escolhi não coloca-lo na escolinha tão cedo, pois o que eu queria te dar mesmo era uma base emocional forte e hoje eu sinto que cumpri meu dever… Você é uma criança independente, sem medos e cheio de vontade de aprender coisas novas. Claro que você não é daquelas crianças super disciplinadas, do tipo que ficam em filas comportado e também não espera por nada, quer tudo agora… Sim eu sei que isso não é legal, mas você vai aprender, e tem todo o tempo do mundo para se adaptar as regras do mundo lá fora. E até que complete 4 anos, seu mundo vai esse que você conhece bem, cercado pela família e de pessoas que te amam verdadeiramente, um mundo onde você é rei.
Depois vamos caminhar juntos em outras direções, onde você segue seu caminho e eu observo e espero.. e até lá você já vai estar seguro para enfrentar as novidades de estar em uma escola por exemplo, com outras crianças e vai crescer ali também, mas com a certeza que eu estarei sempre aqui, esperando por você… E depois vai crescer mais um pouco e vai descobrir mais possibilidades ainda, como fazer aquele passeio de escola com seus amigos, ir para um acampamento e dormir longe de casa, mas novamente com a certeza que estarei esperando por você, pois nunca deixei você sentir o medo do abandono. Desde que nasceu, sempre estive bem grudadinha em você, e você em nenhum momento ficou longe da mamãe.

Sua curiosidade, sua inocência, sua busca de aprendizado, sua determinação de dominar todas as habilidades e fazer de cada dia um desafio, bem como seu jeito aventureiro, me enche de orgulho. Sou feliz que eu não tenho que sair para trabalhar fora e por ser capaz de viver todos os momentos com você.

Você é aquela criança que sorri com todo o seu coração, sem nenhuma preocupação no mundo. Como é bom ouvir aquelas risadinhas que enchem nossa casa e meu coração de alegria.

Ano que vem, você vai começar na escolinha e seu mundo vai se expandir… E a partir do momento em que você cruzar a porta de casa para a escola, o seu mundo vai mudar para sempre… Haverá um mundo além de nós… Haverá um mundo novo e eu vou te guiar. Mas vou agradecer filho, por ter apreciado esses momentos na vida em que éramos só eu e você… A vida anda…

Eu tenho muito mais a dizer. Mas isso é tudo o que vou dizer por hoje.
Eu só espero que eu possa lembrar as nuances mais sutis de nossas vidas diárias, a alegria que sentimos, muitas e de muitas outras coisas que você faz. Espero que eu possa manter a beleza destes momentos em meu coração para sempre. Espero que eu possa lembrar muito mais do que uma fotografia ou um vídeo nunca pude fazer.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Hoje é assim que minha vida anda…  Com mais leveza, mais certeza e experiência de vida de mãe que me faz ver tudo de um jeito diferente.

E você, o que tem a nos contar sobre sua vida, em como a sua vida anda?
Participe do grupo Minha Vida Anda (www.facebook.com/groups/minhavidaanda) uma iniciativa dos Calçados Bibi , onde mães e pais compartilham entre si experiências sobre os filhos.

E amanhã, dia 23/10, das 14 às 16:00 eu e a Adriana estaremos no grupo falando sobre nossas experiências maternas. Adriana por sua vez, vai falar sobre a decisão dela de colocar o Theo na escola bem cedo. Somos amigas, parceiras, sócias, mas somos diferentes também! E o melhor de tudo, respeitamos as escolhas e o espaço de cada uma.

Vem com a gente!!

a minha vida anda