Fertilidade – O resultado da boa cama pode estar na boa mesa!

Fertilidade – O resultado da boa cama pode estar na boa mesa!

Se você já fez tudo o que podia na cama, já rezou pra Nossa Senhora do bom parto e a cegonha não chega… Talvez esteja na hora de fazer uma reeducação alimentar para colher os frutos da maternidade. Pesquisadores da Universidade de Harvard lançaram o livro A Dieta da Fertilidade – Um estilo de vida para aumentar suas chances de engravidar (Elsevier Editora). Os autores propõem dez mudanças na dieta e nas atividades das mulheres. Medidas simples que segundo os pesquisadores podem reduzir em até 90% os problemas relacionados à ovulação.

Prefira alimentos com grãos integrais e opte pelo consumo de proteína vegetal, presente em alimentos como feijão, soja, ervilha e grão de bico. Beba pelo menos 2 litros de água por dia.

Diminua o consumo  de café, chá e bebidas alcoólicas.

Evite arroz branco, pão, cerveja, refrigerantes batata e alimentos ricos em gordura trans. Segundo o estudo, o ferro necessário pode ser encontrado em frutas, legumes e verduras.

O resultado da boa cama pode estar na boa mesa!

Resultado

O que é bom:

• abundância de alimentos frescos e naturais (frutas, vegetais, pães, cereais, batatas, feijões, oleaginosas e sementes);
• alimentos cultivados minimamente processados, respeitando a sazonalidade e a regionalidade de cada alimento;
• frutas frescas ou doces contendo açúcares ou mel, como sobremesas típicas, consumidos apenas em quantidades moderadas;
• azeite, muito azeite de oliva, como a principal fonte de gordura;
• produtos lácteos (principalmente queijos e iogurte) consumidos em quantidades moderadas;
• uma média de quatro ovos consumidos por pessoa semanalmente;
• carne vermelha consumida em baixas quantidades;
• vinho para acompanhar as refeições, em quantidades moderadas.

• e, claro, o consumo de peixes.

O resultado dessas combinações alimentares fornece aos adeptos dessa dieta todos os nutrientes necessários para manutenção das funções vitais e preservação de funções orgânicas importantes, como as dos sistemas circulatório e reprodutor, por exemplo.

Outro medida importante é a inclusão de atividade física na rotina que, quando não feita em excesso, também colabora para a fertilidade.

Além de serem boas dicas para cuidar da saúde em geral, a dieta apresenta um custo baixo se comparado ao dos tratamentos de fertilização disponíveis.

Comece já! O resultado da boa cama pode estar na boa mesa!

Texto do Universo Jatobá, adaptado por Mães Brasileiras.

Captura_de_Tela_2015-04-01_às_16_10_22