Como saber se estou grávida?

Como saber se estou grávida?

Sua menstruação é regulada e atrasou! Calma! Isso não é suficiente para achar que está grávida. Antes de consultar um médico para fazer exames mais precisos, fique de olho em possíveis sinais de uma gestação.

Como saber se estou grávida?

Veja os 10 primeiros indícios:

Atraso na menstruação: clássico, mas deve ser levado em conta principalmente se o seu ciclo é regular. No caso das mulheres que têm o ciclo irregular, dificulta essa identificação, pois a menstruação pode atrasar até 2 meses.

Enjoos: eles costumam aparecer após a segunda semana de gestação. O aumento do hormônio Beta HCG é que estimula o centro da náusea e do enjoo matinal.

Vontade constante de fazer xixi: logo nas primeiras semanas, isso ocorre por ação hormonal. Conforme o tempo vai passando, a compressão da bexiga pelo útero colabora com a frequência urinária.

Auréolas mais escuras: também por causa dos hormônios, o aumento das células pigmentares é mais comum a partir do 2º trimestre de gestação.

Alterações no olfato e no paladar: os hormônios causam uma alteração capaz de fazer a mulher comer o que não gostava ou não comer algo que adorava. Aqui entram os famosos “desejos de grávida” e aquela vontade de comer fora de hora.

Inchaço: o corpo e as mamas começam a inchar logo no início da gestação. No caso dos seios, o inchaço é mais visível, eles ficam mais sensíveis ao toque e doloridos.

Sonolência e cansaço: sintoma vem da elevação do hormônio Beta HCG e da progesterona. A queda da pressão arterial também contribui para este sintoma.

Dor nas costas: pode vir desde o início da gravidez, mas acompanha a mulher por todo o período gestacional.

Ovulação: ela ocorre 14 dias antes da menstruação. Como cada mulher tem um ciclo diferente, faça as contas. Quando a mulher está ovulando, a fecundação geralmente se dá após 24 horas do momento que o espermatozoide chega ao útero.

Teste de farmácia positivo: o teste, feito com a urina, detecta a presença do hormônio Beta HCG no organismo. Este hormônio só é produzido em caso de gravidez, exceto em casos raros.

A cegonha pode estar chegando! Consulte o seu médico.

 

Fotos: Thinkstock

 

Texto do Portal Universo Jatobá