Dicas para o desmame

Algumas mães dizem que o desmame para os bebês é semelhante a uma batalha. Imagem reproduzida: Folk Tips  

Extraído do livro “Gentle Baby Care”, by Elizabeth Pantley.

Primeira e importante questão:

PORQUE desmamar? 

Pergunte-se a razão da sua decisão. Não há uma época definida para o desmame, pois esse processo é muito diferente para cada mamãe e bebê. Não há uma razão padrão para a decisão do desmame. As razões são tão variadas quanto as próprias mães e crianças amamentadas. Cada filho seu vai precisar de uma decisão separada sobre o desmame.

1) Devagar é melhor: 
Se voce permitir que o processo ocorra gradualmente (num período de alguns meses), seu bebê e seu corpo irão se ajustando fazendo o processo mais fácil para ambos.

2) O primeiro passo para o desmame: 
Tente o método: “não ofereça, não recuse”. Isso funciona como um “teste” de quão fácil ou difícil o desmame será. Continue amamentando quando seu bebe pedir, mas não ofereça o tempo todo, automaticamente como algumas mães costumam fazer. O que pode ser surpreendente é descobrir que algumas crianças estão tão prontas quanto as mães para começar o processo de desmame. Nesse caso, elas estarão abertas a uma rotina que não inclua amamentação.

3) Distração funciona: 
Bebês são ativos, ocupados sempre, tire proveito dessa característica e tente distraí-lo com alguma coisa na hora que ele pede para mamar. Por exemplo, se seu filho geralmente mama quando acorda, você pode chegar com um brinquedo legal ou abrir as janelas e convide-o para ver os passarinhos lá fora. Nas primeiras vezes que você fizer isso seu bebê pode ficar confuso e reclamar um pouco, mas persista um pouco com a distração. Tente mais algumas vezes, mas se o bebê reclamar, chorar muito, amamente. Continue tentando de novo mais pra frente, um belo dia seu bebê vai te surpreender e pedirá pra abrir a janela para ver os passarinhos. Na hora de dormir, uma dica: se você sempre dá de mamar após contar uma estória, prolongue essa estória de modo que ele durma antes do fim.

4) Num minutinho: 
A tática do “atraso”: “Você pode mamar depois que eu terminar de dobrar as roupas”, aí quando você olhar ele vai estar ocupado com outras coisas. Ofereça o peito após terminar com as roupas, se seu bebe ainda quiser. Isso reforça a confiança e mostra ao seu bebê que você não está ignorando suas necessidades. Você pode até tentar mais atraso: “Vamos esperar a hora da soneca”. Isso pode ser um modo efetivo de reduzir o número de sessões de amamentação diária.

5) Substitua leite materno por comidas sólidas:
Outra técnica que pode ajudar é substituir a mamada por mais comidas (se seu bebê já come e gosta comidas sólidas. Se isso já acontece você pode tentar substituir outras formas de conforto e atenção das mamadas por coisas como ler livros, abraços, brincar juntos.

6) Evite seus cantinhos de mamar:
A maioria das mães tem um ou dois lugares favoritos para mamar, uma poltrona por exemplo. Se você quiser encorajar o desmame, deve evitar esses lugares que podem despertar no seu bebê o desejo de mamar. Encontre outros lugares e combine essa dica com a técnica de distração.

7) Encurte as sessões de mamar:
Outro passo em direção ao desmame é encurtar o tempo que você geralmente amamenta seu filho, e tente incluir uma distração no final da sessão.

8) Substitua mamar por brincar: 
Algumas mães (às vezes mesmo sem perceber) usam a hora de amamentar como uma maneira de ter um tempo quieto e relaxante com seus bebês. Faça a decisão consciente de substituir essa sessão de mamar por um sessão de brincadeiras, em que você dá atenção completa o tempo todo. Seu bebê pode ficar tão contente com isso que poderá até esquecer de pedir para mamar.

9) Peça ajuda ao pai:
Já que mamãe é igual a leite, peça ao seu marido para ficar com a criança nas horas em que ele geralmente mamaria, como por exemplo quando ele acorda ou antes de dormir. Isso requer mais paciência e jeitinho, mas pode ser uma ótima forma de criar novos padrões na rotina diária do bebê que não envolve amamentar.

10) A dança do desmame:
Não se surpreenda se seu bebê “captar” seu desejo de desmamar e de repente pedir para mamar como um recém-nascido! Essa é uma resposta natural a uma grande mudança na vidinha deles. Se você atender os desejos e der de mamar por 1-2 dias, isso geralmente passa, e você pode seguir em frente na direção do desmame de novo. Geralmente o progresso do desmame NÃO é uma linha reta, é mais como uma dança. Mas se você guiar essa dança com afeto e sensibilidade, acabará dançando no ritmo que escolheu.

Flávia
www.bichomae.com